Will e Will – Um nome, um destino. – Torneio MLV


Olá pessoal!

Esse foi o meu primeiro livro totalmente LGBT que li, e a minha opinião não poderia ser diferente, eu amei. Esse livro eu comprei para ler especialmente no Torneio MLV que participei. Já tinha ouvido falar dele e já estava na expectativa para ler. Assim como outros livros do David Levithan que quero muito ler. Aos poucos vou comprando mais livros dessa temática, pois acho muito importante que todos leiam e que respeitam no mínimo as diferenças existentes no mundo. É um tema sempre bem polêmico, ainda que seja nos dias de hoje, algo que não consigo entender porque de tanto alvoroço.

Esse livro foi bem divertido para mim, de início você fica um pouco perdido, mas depois vai entendendo o porquê de tudo isso. A forma como foi feito o enredo foi sensacional, acredito que essa confusão inicial foi de propósito. A leitura do livro é bem dinâmica então tem como você ler bem rapidinho, sendo que é gostosa demais e os personagens são maravilhosos cada um dentro da sua personalidade. Outro ponto que devo ressaltar que o livro também fala é sobre a amizade, o quanto ela é importante e o quanto ela nos faz bem. Sem aquele amigo por perto tudo sempre fica mais difícil, mas quando estamos juntos de quem gostamos tudo melhora e muito.
O livro é narrado por dois garotos que por coincidência tem o mesmo nome, Will Grayson. Cada um em sua singularidade vai narrado como é a sua vida na escola e fora dela, em casa. Falam sobre seus amigos e seus amores. Falam sobre como é difícil contar aos pais sua orientação sexual e como é ser amigo da pessoa mais gay do mundo.
Wil Grayson tem como seu melhor amigo Tiny Cooper que é a maior pessoa do mundo que é muito, muito gay, e também a pessoa mais gay do mundo que é muito, muito grande. Eles se conheceram no quinto ano do ensino fundamental e desde então essa amizade dura até que ela é abalada. Além de Will, Tiny tem outros amigos como: Gary (que é gay) e Jane (que pode ou não ser), mais Will vai descobrir isso da melhor forma possível. Os quatro tentam ter uma convivência saudável, na medida do possível.
O outro Will Grayson também tem seus amigos, porém não tão próximos assim. São eles Gideon e Maura. Will conversa bastante com Maura apesar de achar ela um pouco chata e às vezes invasiva. Will também participa de um grupo onde eles disputam maratonas de matemática. Ele mora somente com sua mãe, que passa uma boa parte do tempo no trabalho. Will gosta de estar sempre no seu quarto pensando na vida que leva e estar sempre conectado para encontrar pessoas que gosta das mesmas coisas que ele.  Will ainda não contou para sua mãe sua orientação sexual e muito menos para seus colegas de escola. Então essa insegurança e transpassada o tempo todo enquanto estamos lendo o livro.
Chega um ponto do livro por alguns motivos que vocês só saberão lendo que os dois Will se encontram. Em um lugar muito incomum diga se de passagem. E a partir dai que a história vai tendo um rumo muito bonito. Tiny está super envolvido em uma peça onde ele está escrevendo, dirigindo, organizando para falar sobre a vida dele. Uma peça que será passada para todos da escola. E dentro desse meio todo de muita correria por causa da peça que os dois Will vão transformar a vida de Tiny e Tiny vai transformar a vida dois Will. Entre muitas outras coisas que rola nessa história.
Então o que tenho para falar é que devem ler, pois é uma história divertida (ri em muitas cenas do livro) e emocionante, pois toca em vários pontos sensíveis em um ser humano. Vou deixar um trecho do livro onde ele fala de como nos dependemos de um melhor amigo, o quanto isso é importante nas nossas vidas.


“Penso em quanta coisa depende de um melhor amigo. Quando você acorda de manhã, sente, põe os pés no chão e se levanta. Você não escorrega até a borda da cama e olha para baixo para se certificar de que o chão está lá. O chão está sempre lá. Até o dia em que não está.”


Bom, espero que tenham gostado e até o próximo post. ❤

16 comentários:

  1. EU AMO ESSE LIVRO!

    Li ele em um ou dois dias.. não lembro, faz um tempo já. Nem lembro o fim. Mas sei que amo. Ler sua resenha me deu vontade de ler novamente. ô meu deus ! hahaha

    Mas diferente de você, eu li por conta do John Green :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Aline!

      Que bom que você gostou. Eu conheço o John Green mas ainda não li nenhum livro dele a não ser esse. Mas sempre ouço comentários ótimos dele.
      Obrigada pelo comentário. 😚👬

      Excluir
  2. Eu quero ler esse livro a séculos. Mas sempre tem algum na frente.
    Amei a resenha. Mas nunca li nada do autor :(

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!

      Tenho certeza que você vai amar o livro e a escrita dos autores.
      Obrigada pelo comentário. 😚👬

      Excluir
  3. Oi Gisele, tudo bem?

    É tão maravilhoso quando encontro pessoas que leram esse livro e amaram tanto quanto eu! Para mim, essa é uma das obras mais fantásticas com esta temática que tive o prazer de explorar. Mesmo tendo um universo bem adolescente, o livro consegue tratar de assuntos muito importantes para a nossa sociedade e isso por si só, o torna incrível! Amei a sua resenha!

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Aline, estou bem sim.

      Verdade é sempre muito bom encontra pessoas que gostam das mesmas leituras. Eu achei maravilhoso a maneira como foi tudo colocado no livro. Foi uma forma bem doce para tratar de um assunto delicado. Eu amei e recomendo para todo mundo.
      Obrigada pelo comentário! 😘👬

      Excluir
  4. Olá Gisele, eu ainda não conhecia esse livro, e pretendo colocá-lo na minha lista dos livros a ler.
    Gostei da resenha.
    Abraços,
    Uiara Melo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Uiara!

      Que bom que você gostou da resenha. Super recomendo para sua lista.
      Obrigada pelo comentário! 😘👬

      Excluir
  5. Nossa, excelente tua resenha. Não conhecia o livro, nem o autor. A questão LGBT deve ser sempre respeitada, afinal, a condição sexual de cada um só diz respeito ela própria.

    Parabéns.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Rob!

      Verdade, devemos respeitar cada um com a sua singularidade.
      Obrigada pelo comentário! 😘👬

      Excluir
  6. Nossaaa, eu amo John Green, é um dos meus autores favoritos, agora estou lendo o Teorema de Katherine, o próximo da minha lista é realmente esse, acho que é o único que falta, adorei a resenha, escreva mais sobre os livros dele 💙💙

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!

      Que bom que você gostou. Já ouvi falar muito sobre o Green, porém só li esse dele. Mas pode deixar que vou seguir sua dica e irei ler os outros livros dele e irei escrever.
      Obrigada pelo comentário! 😘👬

      Excluir
  7. Respostas
    1. Olá Thaís

      Esse livro é um amor, né? 😘👬

      Excluir
  8. Eu amo esse livro. É um dos meus favoritos e foi um despertar para o John Green porque eu tinha um preconceito com ele. Muito gostosa a sua resenha, me deu vontade de reler, mesmo com seus defeitinhos. Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Marizoch

      Eu também ainda não li nenhum livro do Green, esse foi o primeiro. Esse livro é muito amor.
      Obrigada pelo comentário! 😘👬

      Excluir