Halo


Olá leitores

Hoje vou falar de um dos livros da trilogia HALO de Alexandra Adornetto. O que falar desse primeiro livro? Estou sem ar até agora. Nenhum livro tinha mexido tanto comigo assim como esse mexeu. Toda a história é incrível e flui de uma forma muito natural. Eu gosto muito de livros assim que falam sobre o desconhecido. E Halo é exatamente isso, uma história de amor entre um anjo e um humano.
A história se passa em Venus Cove, uma cidade incrível de contrastes impressionantes. Partes do litoral eram marcadas por ventos fortes e terreno acidentado, havia penhascos e cenas bucólicas de colinas onduladas com vacas pastando e belos moinhos de vento.
Os três irmãos chegaram nesta cidade com uma missão: de executar boas ações, atos de caridade bondade, expulsar as más influências e fazer as pessoas acreditarem novamente umas nas outras.  São incrivelmente lindos como deuses que ganharam vida.  Os três tem uma beleza incomum, porém não poderia ser diferente já que são anjos de verdade.
Vou falar um pouco sobre esses anjos que chegaram para lutar contra o poder das trevas.
Gabriel (Gabe) era como uma escultura clássica trazida à vida. O corpo de Gabriel tinha proporções perfeitas, e cada músculo parecia ter sido esculpido no mármore mais puro. Seu cabelo na altura dos ombros era cor de areia, e ele muitas vezes usava preso num rabo de cavalo frouxo. Sua era marcante, e, seu nariz, reto como uma flecha. Ele vestia uma calça jeans desbotada puída nos joelhos e uma camisa de linho amassada que davam a ele uma espécie de beleza desalinhada. Gabriel era um arcanjo e membro dos Sete Sagrados. Ele estava em segundo lugar na hierarquia celeste, eles tinham certos privilégios, além do maior nível de interação com os seres humanos.
Ivy era das mais sábias da espécie. Era um serafim, a ordem de anjos mais próxima ao Senhor. No Reino os serafins tinham seis asas para representar os seis dias da criação. Como marca de seu escalão tinham tatuada no pulso uma serpente dourada. Em combate os serafins vinham à frente para cuspir fogo na Terra. Sua forma física parecia uma Madona renascentista com um pescoço de cisne e um rosto oval pálido Seus olhos eram cinza-chuva.
Berthany (Beth) era um anjo de transição, do escalão mais baixo e a caçula da família. Sua forma física não era muito diferente de seus irmãos tinha uma aparência etérea. Seus olhos eram castanhos, seu cabelo cor de chocolate, que caía ondulado nas costas. Sua forma era miúda, de ossos finos, não muito alta, com o rosto em formato de coração, orelhas de duende e pele de um branco leitoso. 
 Eles tentam levar a vida como os seres humanos, Beth começa o ano letivo na escola Bryce Hamilton e Gabriel torna-se professor de música na mesma escola. E é nesse meio que Beth vai conhecer e vivenciar os hábitos e costumes de uma vida humana. Seu ar angelical logo desperta atenção de muitos na escola, mas tem um em especial Xavier Woods. E é com ele que ela irá vivenciar um amor nunca sentido antes, desafiando a vontade do Céu.
A partir dai tudo acontece e vocês só iram ficar sabendo lendo o livro. Eu não vou contar é uma experiência única para cada um. Vale muito apena ler o livro e vivenciar esse amor. Confesso que me apaixonei por Xavier, e para quem me conhece sabe muito bem que não me apego fácil a personagens, mas esse tem um ar especial que ainda não sei o que é. Espero descobrir nos próximos livros. Até o próximo post.

3 comentários:

  1. Ivy. Interessante pelo que li um pouco do seu blog👍👍👍👍

    ResponderExcluir
  2. Li a série. Achei o primeiro volume ótimo, mas confesso que me decepcionei nos outros. A autora se perdeu um bocado.

    ResponderExcluir
  3. Gente, sabe aquele livro que tu não leu uma página, mas tu ta apaixonado por ele? Bem isso que ta acontecendo comigo. Escuto centenas de comentários negativos, que o livro é clichê, outros dizem que é maravilhoso. E eu, nunca li (me julgue).

    Adorei sua resenha.

    Beijão,

    Gabriel Caetano
    https://geekiebooks.wordpress.com/
    https://www.youtube.com/watch?v=UcAgBe9LPAc&t=244s

    ResponderExcluir